2 de maio de 2013

Miragem



Poderia ser você.

Foi isso que me disseram os cabelos dourados que brilharam quando encontraram com o Sol, sendo beijados por cada raio. Foi isso que me disse o modo de andar, que fazia o mundo se dobrar à sua volta, assumindo seus contornos e lhe estendendo caminhos feitos de boas vindas.

Poderia ser você.

Foi isso que me disseram seus olhos fitando o chão e escondendo sua alma dos outros pedestres, jurando-a ser mais preciosa que a paisagem urbana. Foi o que me disseram as mãos no bolso, que emprestavam um ar de casualidade e até mesmo descaso na forma que brilhava pelas ruas.

Poderia ser você.

Foi isso que me disse aquele tênis surrado que desafiava todas as revistas e editoriais de moda e jogava na cara do mundo que certas coisas não se compram em três vezes no cartão. Foi o que me disse seu casaco verde que, abraçando seu corpo até a altura dos joelhos, deixa o resto do mundo lhe imaginando.

Poderia ser você.

Mas não era. E eu soube disso, pois você não estava comigo e, nestes momentos, você existe somente dentro de mim, em algum lugar entre minha saudade e minha paixão. Quando você não está comigo, você está em mim.

Poderia ser você. Mas era somente minha imaginação.

2 leitores:

Pat Siciliano disse...

Adoro o modo como vc escreve, quase como uma conversa com as coisas que foram e nunca mais serão. Às vezes parece que eu podia ter escrito as palavras que vc brinca de jogar no ar...

Obrigada, mais uma vez. :)

Larissa Ferreira disse...

Muito lindo...

 

Championship Chronicles © 2010

Blogger Templates by Splashy Templates