16 de julho de 2011

#24Horas24Crônicas #22 - Enquanto o Ônibus não Vem

(tema sugerido por: @NaianaCarvalho)

Enquanto o ônibus não vem, eu fico apoiado neste muro repleto de rachaduras pensando no que iremos fazer hoje, e descubro que nós vamos fazer você sorrir. Enquanto o ônibus não vem, eu fico brincando comigo de tentar adivinhar qual roupa você estará usando, e aposto que se acertar nós ficaremos juntos para sempre. Enquanto o ônibus não vem, eu finjo que não conheço você e me pergunto se toda mulher que passa por mim é mais bonita que você, e elas nunca são. Enquanto o ônibus não vem, eu conto moedas que economizei deixando de almoçar para comprar um cartãozinho e escrever seu nome com letra de criança nele. Enquanto o ônibus não vem eu escrevo seu nome no ar com a brasa do meu cigarro, tentando tatuá-lo na minha frente. Enquanto o ônibus não vem, eu decoro letras de músicas para cantar no seu ouvido, sempre na hora em que você não estiver esperando. Enquanto o ônibus não vem, eu juro para mim mesmo que vou dar o melhor dia da minha vida para você, mesmo sabendo que o melhor dia minha vida é você. Enquanto o ônibus não vem, eu fico com a mão solta ao lado do corpo, fingindo que seguro seus dedos e guio você pela rua mais bonita da cidade. Enquanto o ônibus não vem, eu me pego sonhando em proteger você de monstros e dragões, resgatando você num castelo do outro lado da rua. Enquanto o ônibus não vem, eu fico tentando descobrir quais palavras rimam com seu nome para fingir que estou compondo poemas na sua frente. Enquanto o ônibus não vem, eu desafio e venço todos os homens que desejam seu coração, mesmo sabendo que seu coração sempre foi meu lar. Enquanto o ônibus não vem, eu finjo que você está escondida me observando e arrumo minha postura para parecer elegante, mesmo sabendo que minha maior elegância é você. Enquanto o ônibus não vem eu escrevo um parágrafo enorme cheio de bobagens para passar o tempo enquanto o ônibus não vem.

E depois que o ônibus vem eu preciso escrever apenas uma frase, porque estou a caminho e não preciso mais sonhar.

11 leitores:

Varotto disse...

Ah, o amor...

Varotto disse...

Cara, eu vou te dizer um negócio: escrevendo essas coisas, se você fosse bonito, não ia sobrar mulher para a gente...

IsabelVeronica disse...

Apaixonei por ele!

Kika® disse...

Ahnnn... Quero. Me dá dois desse aí. Rob, nem acredito, tá quase lá.

Bia disse...

Ainnn que gostoso! Essa crônica me levou longe... eu já ganhei um poema feito assim, enquanto alguém esperava o ônibus e pensava em mim. Boas lembranças.

:)

Mari Hauer disse...

Que coisa mais lindinha, né? Eu queria que alguém pensasse em mim assim. Mas enquanto essa pessoa não vem, eu fico só esperando o ônibus mesmo, porque esperar pelas pessoas nunca foi o meu forte!

Lilian disse...

Eu queria que alguém pensasse assim em mim [2]

(E gostei principalmente da parte de cantar músicas inesperadamente no ouvido, confesso.)

Bom, minhas esperas de ônibus não tem graça nenhuma, de qualquer maneira.

Camila disse...

Eu queria que alguém pensasse em mim assim [3]

Tô esperando por alguém, mas é mais fácil o ônibus chegar no horário.

paamps disse...

demais demais, parabens rob!

Lara disse...

só acabei de ler o 24horas24cronicas hoje. esperei um momento que pudesse sentar e ler todas juntas, já que eu não pude acompanhar no dia. e comentei justamente nesse texto porque ah, é bonito demais e as esperas [principalmente de ônibus] conhecem bem meus pensamentos, tão semelhantes e ao mesmo tempo tão diferentes dos seus. você me orgulha assim, mesmo de longe.

FRANCISCO ISAIAS Da Silva Sousa disse...

Muito lindo, é a segunda vez que vejo o recurso de fazer o personagem desenhar o nome da amada no ar, seja com as pontas dos dedos ou com a fumaça do cigarro,não lembro o nome da outra crônica agora mais sei que vc lembra.

 

Championship Chronicles © 2010

Blogger Templates by Splashy Templates