10 de outubro de 2011

1o Parágrafo da Saudade

Quando você não está em casa, a casa fica grande e vazia. Quando você não está em casa, a mesa bagunçada denuncia sua ausência. Quando você não está em casa, eu dou voltas pelos aposentos em busca de algo que não sei ao certo o que seja. Quando você não está em casa, a televisão se torna chata, a internet perde a graça, as letras das músicas perdem o sentido e servem apenas para rimar de qualquer jeito. Quando você não está em casa, as lâmpadas acendem mas não iluminam, a comida apenas alimenta sem sabor e o refrigerante fica sem gás, tentando matar uma sede que não é dele. Quando você não está em casa, o cigarro deixa de ser gostoso e serve só para passar o tempo até você chegar. Quando você não está em casa, o sorriso se esconde, o sono bate, as costas doem e o céu está sempre nublado – eu sei por que fui até a janela para ver se você estava chegando e só vi o céu cinza. Sem você, a casa deixa de ser um lar e se torna somente uma casa, como outra casa qualquer.

7 leitores:

Ana disse...

(suspiros)
Muitos.
<3

IsabelVeronica disse...

Que lindo!
Que amor! Tão simples, mas tão completo.

R. disse...

é bem assim mesmo.

darkgabi disse...

"lar é onde o bumbum descansa" (pumba, 1996).

e às vezes o bumbum só descansa em certas situações e não em certos lugares, né...

Rafa disse...

Incrível como bate com o momento. Assim fica difícil acreditar em coincidências.

Diego Reiko disse...

Espetacular! como é incrível semelhança com o momento que estou vivendo...


ahh estou seguindo ok?

Suuu disse...

OINNNNN, QUE COISA MAIS LINDA!

 

Championship Chronicles © 2010

Blogger Templates by Splashy Templates