31 de agosto de 2010

Sonho de uma Vida

– O que você deseja?

– Eu quero ser feliz. Quero ter histórias para contar. Quero lembranças. Quero correr de mãos dadas na chuva em busca de um toldo. Quero sair de madrugada para comprar remédio para ela. Quero rir escondido do casal sentado à mesa do nosso lado. Quero gargalhar alto no meio da rua, quero tirar sarro da cara de garçons. Quero ter vontade de rir quando não posso e de fazer a mesma coisa com ela. Quero dividir segredos. Toneladas de segredos. Sujos e doces. Quero que ele me conheça com um olhar.

– Olhe...

– Quero jantar com ela todas as noites. Quero ouvir como foi o dia dela. E quero contar meu dia. Quero reclamar do dia, e terminar de jantar aliviado porque o dia acabou e estou em casa. Quero assistir jornal, ficando assustado com as notícias e conversando se vale a pena ter um filho num mundo desses. Mas depois quero me esquecer de todos os problemas quando a novela começar, reclamando dos diálogos e dos atores.

– É que...

– E eu quero viajar. Quero conhecer o mundo com ela. Quero mostrar o mundo para ela, e quero descobrir o mundo que ela irá me mostrar. Quero aprender e ensinar. Quero sonhar para descobrir o quanto acordar do lado dela é ainda melhor que o sonho. Quero carregar a sacola do bebê indo para o hospital na ida, quero abrir a porta do carro para ela na volta.

– Mas...

– Mas você acha que estou pedindo demais, certo? Não estou. Eu quero brigar também. Tudo bem que eu quero brigar somente para fazer as pazes depois, mas não existe fazer as pazes sem briga. E eu quero brigar sim. Quero discutir, não quero que ela concorde comigo sempre, porque eu não vou concordar sempre. Mas quero saber que sempre que discordarmos, mesmo não concordando, nós vamos dormir juntos, acordar juntos e continuar sendo não “eu e ela”, mas sim “nós”. É isso que eu quero. Eu quero sempre ser “nós”, com ela.

– Senhor, isso aqui é uma farmácia.

– Eu sei. Desculpe. Escapou.

5 leitores:

;) disse...

Lindo, demais !

R. disse...

mas desejar isso tudo sozinho... bem, aí não há remédio. nem na farmácia nem fora dela.

Marina disse...

E tem gente que pede apenas um remédio para dormir.

Lindo, Rob. Beijos.

carlosjr.1991 disse...

Cara, salvei esse texto no word do meu trabalho, e já li varias vezes.

Gostei mesmo!

Abraço,

Lua Durand disse...

um querer tão simples.
simples!
e bonito.

 

Championship Chronicles © 2010

Blogger Templates by Splashy Templates