26 de agosto de 2010

A Primeira Vez

– Não sei o que fazer... Estou nervosa.

– Calma. Na primeira vez é assim mesmo.

– Ai.

– Calma.

– E se eu colocar aqui?

– Não, não pode.

– Como assim?

– Eu já expliquei o motivo.

– Já?

– Tem que ser assim... Pelo lado, assim. De uma ponta a outra. Viu?

– Sim, sim.

– É assim.

– Mas se eu ficar aqui, você vai me comer, não vai?

– Vou.

– Ah! Eu sabia.

– Está vendo? Você está começando a aprender como funciona.

– Mas eu não quero que você me coma. Pelo menos, não aqui.

– Mas se você ficar, eu vou comer. Estou sendo gentil e avisando. Aproveite, nem todo mundo faria isso.

– Você está sendo gentil só porque é minha primeira vez.

– Claro que sim. Você ainda é inexperiente. É injusto eu comer você sem avisar.

– Posso voltar atrás, então?

– Pode. Não vou comer você. Não assim. Não hoje.

– Agora, se eu mexer aqui... Ai...

– Tem certeza?

– Acho que tenho. Quer dizer, tenho?

– Pense.

– Bom, se eu mexer aqui... Ah, não sei.

– Se você mexer aí, eu entro por trás.

– Ai. Eu estou nervosa. Não sei o que fazer.

– Na dúvida, faça algo que você não vai se arrepender depois.

– Mas parece que qualquer coisa que eu fizer, eu vou me arrepender.

– Você pode experimentar... Deixe-me ver... Aqui, olhe. Você pode fazê-lo subir.

– Aí você me come?

– Não. Não posso comer você agora. Estou sem proteção.

– É. Acho que você tem razão. Pronto, mexi. Seja o que Deus quiser.

– Mas agora eu posso ir para o ataque aqui. Pronto.

– Eu não vou conseguir me defender!

– Sim, isso era inevitável. Admita para você mesma: você estava toda aberta, desde a hora que começamos. Agora você aprende e, na próxima vez, tenta se preservar um pouco mais, se não quiser ser comida por todos os lados.

– Seu cavalo!

– Minha rainha.

– Ai, você é bom demais nisso!

– E, como distraí você aqui, agora eu ataco pelo outro lado.

– Ai! Vai com calma...

– Pronto. Mate.

– Merda! Você ganhou! Que tesão, vamos de novo?

– Viu só como xadrez não é chato?

7 leitores:

Friedriksen disse...

Ah, essas mentes poluídas...Hehehehe

Leel disse...

Hahahahahaha. Ah, Rob, só vc. Esse post foi meio "Champ-Vinyliano", não?

Pri disse...

uhauhauahua...
Esse foi bemmmm champ!

Hally disse...

"– Mas agora eu posso ir para o ataque aqui. Pronto."

Nessa frase apenas fui perceber que se tratava de um jogo de xadrez. Minha mente anda muito poluida ultimamente.

Aliás, todos estão comentando isso, porque é a mais pura verdade. Isso foi muito Champ-Vinyl.

MarianaMSDias disse...

OWMMMMMMMMM...

Tão bonitinho você, às vezes até me esqueço do quão perturbado você é!

;o)

Natalia Máximo disse...

Desculpe falar assim, mas essa promessa de pegadinha foi fraca, Rob.
Descobri que era xadrez nessa frase: "– Mas se eu ficar aqui, você vai me comer, não vai?".
Nenhuma menina na primeira vez acha que o cara vai "comer ela". Cadê o romantismo? =p

Gabriel Leite disse...

"– Seu cavalo!

– Minha rainha."

Hahahahahaha.
Excelente.

 

Championship Chronicles © 2010

Blogger Templates by Splashy Templates