15 de setembro de 2009

50 Canções

(ou: Love Letter from Liverpool)

From Me To You:

Do You Want to Know a Secret? Yesterday, eu estava longe de você. Me sentia um Fool on the Hill, um Nowhere Man perdido na Rain, andando pelas ruas. E assim eu fico sempre que você está longe: I’m Down e I Call Your Name, mas nada ajuda.

Eu gritei Help! Mas Mesmo contando With a Little Help from my Friends, que diziam “You’ve Got to Hide Your Love Away”, nada funcionava. Alguns até tentavam me confortar, dizendo que She Loves You, mas não conseguia sorrir. Afinal, que culpa tenho se I Need You, se preciso desesperadamente Got to Get You into My Life?

Mas aí você surgiu. Imediatamente, I Feel Fine e sabia, na mesma hora, que Here Comes the Sun. Logo que você apareceu, eu estava Fixing a Hole no meu coração. E eu sei que você sentiu o mesmo, Because, afinal de contas, All You Need is Love. Porque, como eu digo sempre aos meus amigos: She’ a Woman. Não, melhor. Você é a MINHA mulher.

Por isso que I Want to Hold Your Hand e apenas andar por aí com você, o tempo inteiro (se eu puder, durante Eight Days a Week) em qualquer lugar, caminhar pela The Long and Winding Road, indo Here, There, Everywhere; por todos os lugares, literalmente Across the Universe. Só de pensar nisso, em comprar uma Ticket to Ride, dar Good Day, Sunshine e partir nesta Magical Mistery Tour, já estou Getting Beter. E eu nunca senti isso antes, For no One.

E quero pedir para que você, Girl, no passeio, Hold me Tight. E, If I Fell, por favor, Don’t Let Me Down. Nunca me deixe Free as a Bird, Que nunca machuque This Boy, porque I Wanna Be Your Man. Entao, por favor, apenas Love Me Do, porque você tem Something que eu não vivo sem. Por isso quero estar ao seu lado até When I’m Sixty Four.

Preciso de você In My Life, e caso a gente brigue, sei que We Can Work it Out, até, claro, eu pedir: Get Back! Mas, não se preocupe com nada. Afinal, o mundo inteiro Can’t Buy Me Love, apenas você. Portanto, Please Please Me.

Mas, como Tomorrow Never Knows, o conselho que dou é: Let it Be. Apenas aceite All My Loving.

You Know What to Do

PS – I Love You

16 leitores:

Tyler Bazz disse...

fdputamente gênio! :////


te foder, Rob, te foder!

George Marques disse...

Absurdamente perfeito!

(São todas músicas dos Beatles? Só conheço uma ou outra)

Nadia disse...

Sério... você é sensacional.
Pena que escreve muito.
Tentei ler todos os posts umas 50 vezes... desisti em todas.
xD

Marina disse...

It's only love. The end.

(Sabia que ia terminar com um "PS: I love you". Perfeito.)

Varotto disse...

Rob, você sabe que eu te admiro, mas tenho de ser sincero: a idéia é boa, mas acho que essa ficou meio forçada. Se o texto fosse todo em inglês acho que ficaria melhor...

Rob Gordon disse...

Varotto

Essa foi minha maior dúvida. Mas colocar o texto inteiro em inglês faria com que muita gente não conseguisse ler.

Pensei também em traduzir todas as músicas para o português, mas perderia o charme.

(Eu, pessoalmente, preferiria tudo em inglês; o Tyler já falou que vai fazer uma versão, deve ficar excelente)

Aliás, você já pegou os remasterizados?

Abração!

Otavio Cohen disse...

não tinha lido antes, pq esperei até when i get home
já tentei fazer isso uma vez, mas sempre faltava uma e a voz interior: "you can't do that"
mas tenho uma coisa a dizer:
i should have known better que vindo d vc, só podiam ser words of love, melhor do que things we said today.

mas d qualquer forma, um dia I will fazer um texto parecido ahah. nem que tenha a companhia da Lucy in the sky with diamonds ;)

chaverinho disse...

"It won't be long" para eu ler este texto..
=]

Jullia A. disse...

Quando eu crescer quero escrever assim. Genial.

Natalia Máximo disse...

fantástico, fantástico!

Stephanie disse...

hahaha, eu fiz um texto assim uma vez, para minha mãe só com referências a canções da Rita Lee.

ficou muito legal, Rob, pra quem curte os Fab 4 é uma pequena e deliciosa viagem musical.

=)

ah! e destinatária deve ter adorado.

beijo

Srta. Pedreiragem disse...

Rob,

In My Life, eu nunca tinha lido textos tão bem bolados , Till There Was You!

Varotto disse...

Rob, ainda não botei a mão nos remasters.

Um amigo meu, que trabalha na EMI e é "dono" do catálogo dos Beatles lá, tinha me convidado para a festa de lançamento dos remasters, no dia 9. Mas infelizmente, exatamente neste dia tive de sair para fazer um trabalho embarcado, do qual só cheguei hoje. Pena...

Mas estou de olho no material. Dá pena ter de comprar tudo de novo, mas estou pensando seriamente...

Layla Barlavento disse...

Fantástico!

Parabéns pela genialidade!

Abraços
Layla Barlavento
http://culpadowalter.blogspot.com

Anepigrafia disse...

Can't Take My Eyes Off You(your blog!)
Perfect!
#beijojávou

viick *-* disse...

Isso deu um puta trabalho, fala sério. ASHUAHSS
mas como fã do quarteto de Liverpool, não pude deixar de admirar :)

 

Championship Chronicles © 2010

Blogger Templates by Splashy Templates