28 de maio de 2011

Ligue os Pontos

1 morava perto de 2 que era amigo de 3 que era apaixonado por 4 que gostava de sair para beber com 5 que sonhava uma vez por semana com 6 que não ia muito com a cara de 7 que nunca deixara de amar 8 que trabalhava no mesmo prédio de 9 que sonhava em conhecer alguém como 10 que na verdade não era tão bom assim e jamais assumiria seu compromisso com 11 que fingindo que um dia as coisas iriam melhorar não dava uma chance a 12 que era divorciado de 13 que era parente de 14 que queria construir uma família com 15 que por sua vez queria mesmo se casar com 16 que não conseguia tirar da sua cabeça 17 que odiava o seu passado com 18 que achava que a melhor pessoa que havia conhecido era 19 que já havia matado uma pessoa e ninguém sabia a não ser 20 que fingia não saber de nada e tentava tocar sua vida ao lado de 21 que mantinha desde a faculdade um caso com 22 que não assumia sua homossexualidade nem sua paixão por 23 que trabalhava com engenharia mas sonhava em ser ator como 24 que interpretou nos palcos uma peça escrita por 25 totalmente baseada em seu relacionamento com 26 que precisou fazer terapia para superar a rejeição de 27 que nunca se entregara a relacionamento algum, nem mesmo com 28 que por sua vez não amara nuca mais após seu rompimento com 29 que após o divórcio foi morar na mesma cidade onde 30 havia se mudado para montar uma empresa junto com 31 que largou 32 (e seus filhos 32,5 e 32,7) por começar a dormir demais na casa de 33 justo naquela mesma época em que ela fora traída por 34 cuja traição foi descoberta quando a Polícia Federal vasculhou seus e-mails após aquele esquema feito com 35 que para escapar da lei precisou mudar de nome para 36 e passou a vida escondido num quartinho dos fundos da casa de 37 que pintava quadros mas que nunca mostrou para ninguém sua tela com o rosto de 38 que nem sabia que havia sido pintado porque estava ocupado demais tentando salvar seu relacionamento com 39 que vendia cosméticos de porta em porta e achava seus clientes fúteis em especial 40 que gastava de maneira displicente o dinheiro conseguido com o suor de 41 que trabalhava feito um cão deixando de lado todos os sonhos de se tornar um escritor como 42 que colecionava prêmios com livros escritos sobre as pessoas que havia conhecido e que eram publicados por 43 que achava os livros ótimos mesmo sem nunca ter lido algum nem mesmo o best seller escrito sobre por 44 que também sonhava em ser escritor mas morria de medo de escrever a primeira linha porque ela sempre saía sobre 45 que o havia abandonado anos atrás para viver em outro país com 46 que estava metido com drogas e um dia quase morreu na casa de 47 que mantinha uma paixão velada por 48 que adorava música e escrevia canções pensando em 49 que na verdade fingia ser feliz ao lado de 50, que não fazia idéia de que morava no mesmo prédio de 1.


(Dedicado a todos cronistas
que acham difícil
batizar seus personagens)



3 leitores:

Tyler Bazz disse...

Ainda bem que as histórias existem mesmo quando a gente não dá os nomes.

@pettersonfarias disse...

Prazer, sou 51.

Wi disse...

O foda (não achei outra palavra para usar) não é encontrar um nome, mas criar um universo.
E isso vc faz muito bem, até com números. Parabéns!

 

Championship Chronicles © 2010

Blogger Templates by Splashy Templates