8 de julho de 2010

Chocolate

Era o primeiro encontro. Não haviam se conhecido, e sim praticamente se tropeçado, um no outro. Desculpe. Desculpe. E, seguindo o tropeção, aquele olhar surpreso com a certeza de que já se conheciam de algum lugar, mesmo com a certeza de nunca terem se visto antes. Posso lhe pagar um café? Aceito. E sentaram-se à mesa do café, um ao lado do outro e de costas para a parede, com o mundo inteiro se descortinando à frente. Mas ignoraram todo o mundo e ali, naquela pequena mesa, decidiram construir seu próprio mundo, descobrindo coincidências musicais, cinematográficas e literárias. Trocaram histórias, compartilharam dores e trocaram segredos. Nunca contei isso para ninguém. Eu também não. Revelaram sonhos, compararam vontades e esconderam cicatrizes. Mais um? Mais um. Fugiram olhares, entrelaçaram dedos e disfarçaram desejos. Sim. Não. Não. Sim. Fumaram do mesmo cigarro, beberam da mesma colher, amaram do mesmo amor. Não. Sim. Sim. Não. E a vontade de anos condensados em algumas poucas horas queria estender o tempo até o horizonte, pedindo baixinho para que o Sol não nascesse nunca mais. Contudo a luz, desobediente como sempre, chegou junto com a conta, que em meio a valores e quantias, anunciava a despedida disfarçada. Cedo demais. Tarde demais. Porque sempre haviam se conhecido. Sempre haveriam de se conhecer. Anos depois, ele se lembraria do momento em que ela roubou a casquinha do chocolate quente dele e lambeu a colher igual menina, desafiando o mundo a dizer que eles jamais poderiam ser íntimos desta forma. Mais que sempre tê-la conhecido, nunca conhecera alguém como ela.

4 leitores:

Amanda Ullmann disse...

é como se escrevesse pra mim. E eu nem mesmo tive o prazer - ou não -de viver algo assim. Acho que poderia criar uma conversa inteira apenas desse único comentário.

Mas é verdade.

Otavio Oliveira disse...

e a veia buarquiana de rob se manifesta mais uma vez.

Tyler Bazz disse...

Só pode dar certo uma coisa dessas. Eu não aceito que dê errado!

Wi disse...

Isso me lembrou a história do Antes do Amanhecer/Antes do Pôr-do-Sol.
Lindo. :)

 

Championship Chronicles © 2010

Blogger Templates by Splashy Templates